Sonda espacial encontra estrelas mais frias do universo

Wise detectou seis anãs marrons que se encontram a uma distância relativamente próxima ao nosso sol

Efe

24 Agosto 2011 | 09h21

 

WASHINGTON - A sonda espacial Wise descobriu as estrelas mais frias já encontradas no universo, com uma temperatura similar a do corpo humano, informou nesta terça-feira a Nasa (agência espacial americana) em comunicado.

 

A Wise pode detectar, graças a seu visor infravermelho, débeis brilhos como os destes astros escuros, denominados estrelas anãs.

 

Após uma década de tentativas por parte da agência espacial para achar estes corpos estelares, a sonda conseguiu detectar seis delas, que se encontram a uma distância relativamente próxima ao nosso sol, cerca de 40 anos-luz.

 

"A Wise supervisiona todo o céu na busca destes e outros objetos, e foi capaz de ver sua luz débil com seu visor infravermelho de alta sensibilidade", disse Jon Morse, diretor da Divisão de Astrofísica da Nasa em Washington.

 

"Estas estrelas são cinco mil vezes mais brilhantes nas longitudes de onda infravermelha da Wise, observadas do espaço, do que se fossem observadas da terra", acrescentou.

 

Os membros mais frios desta família de estrelas são as anãs marrons (de diferentes tipos: L, T ou Y), que não possuem massa suficiente para fundir átomos em seus núcleos e, portanto, não queimam com o fogo que mantêm estrelas como nosso sol, que brilha de maneira constante durante bilhões de anos.

 

 

Os astrônomos estudam as anãs marrons para compreender melhor como se formam os astros e compreender as atmosferas de planetas fora de nosso sistema solar.

 

As atmosferas das anãs marrons são similares às dos planetas gigantes gasosos como Júpiter, mas são mais fáceis de observar, uma vez que estão sozinhas no espaço, longe da forte luz de uma estrela mãe.

 

Até agora, os dados revelados pela Wise descobriram mais de uma centena de anãs marrons. A sonda realizou o estudo mais avançado do céu em longitudes de onda infravermelha até o momento.

Mais conteúdo sobre:
estrelas Nasa Wise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.