Sorocaba investiga caso suspeito de microcefalia

Exames de ultrassom realizados em uma mulher grávida de sete meses indicaram diminuição no perímetro encefálico do feto

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2015 | 16h46

SOROCABA - A Secretaria de Saúde de Sorocaba, interior de São Paulo, investiga um caso suspeito de microcefalia e a possível relação com o zika vírus. Exames de ultrassom realizados em uma mulher grávida de sete meses indicaram diminuição no perímetro encefálico do feto, principal sintoma da microcefalia. 

Pessoas da família da gestante vieram de uma região que registra casos do zika vírus, no Estado de Pernambuco. De acordo com o secretário Francisco Fernandes, antes da notificação do caso, serão realizados exames obstétricos mais completos. 

A cidade fez cinco notificações do zika vírus este ano, mas todas foram descartadas. Na quinta-feira, 10, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) lança uma nova edição do 'Dia D' contra a dengue, previsto para acontecer no próximo dia 19. 

Em toda a cidade, grupos de voluntários vão se mobilizar para detectar a retirar criadouros e conscientizar a população sobre as medidas preventivas em relação à dengue, chikungunya e zika. 

Pelo menos duzentas entidades, entre clubes de serviços e igrejas, uma centena de escolas e seiscentos servidores participam das ações.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.