Sorocaba multará cidadãos que não combaterem a dengue

Depois de confirmar ontem os três primeiros casos de dengue autóctones - em que os pacientes contraíram a doença na própria cidade -, a Secretaria Municipal de Saúde de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, decidiu multar quem não contribuir para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A multa é de R$ 100 e será aplicada independentemente de notificação prévia. Tanto rigor, segundo o secretário Milton Palma, se justifica em razão do risco de ocorrer uma epidemia de dengue na cidade, que até então só tinha registrado alguns casos "importados". Palma pediu o apoio dos moradores para evitar um surto de dengue. Um dos problemas é a dificuldade de acesso dos agentes às residências. Segundo a diretora de Saúde Coletiva, Eliana de Paula Leite, nas últimas semanas, os agentes de zoonoses não conseguiram trabalhar em 40% das casas.

Agencia Estado,

12 de abril de 2006 | 10h45

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.