FELIPE RAU/ESTADAO
FELIPE RAU/ESTADAO

Após registrar filas e longa espera, SP abre postos de vacinação drive-thru neste domingo

Decisão foi anunciada pelo governador João Doria; Anhembi, Pacaembu, Igreja Boas Novas e Interlagos ficam abertos das 8h às 19h; estádio do Corinthians funcionará até as 17h

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2021 | 18h21
Atualizado 28 de fevereiro de 2021 | 09h02

SÃO PAULO - Após registrarem filas de espera de até seis horas no sábado, 27, no primeiro dia de imunização de idosos de 80 a 84 anos, os cinco postos drive-thru de vacinação contra a covid na capital serão abertos também neste domingo, 28, anunciou o governador João Doria.

Em visita realizada ontem ao posto instalado na estádio do Pacaembu, na zona oeste, ele afirmou que a decisão foi tomada em conjunto com o prefeito Bruno Covas. "Decidimos (neste sábado) pela manhã e já compartilhamos com as nossas equipes na Prefeitura e no Estado. (No domingo), que não estava previsto, estará operando a vacinação de drive-thru em todos os locais", disse.

Os postos estão instalados no Pacaembu, Anhembi, Autódromo de Interlados, Igreja Boas Novas da Vila Prudente e Neo Quimica Arena, do Corinthians. Hoje, todos os postos funcionam das 8h às 19h, com exceção do serviço no estádio do Corinthians, que estará aberto até as 17h.

O foco desses postos é vacinar exclusivamente os idosos com idade entre 80 e 84 anos. Inicialmente, a previsão era a de que a imunização deste grupo fosse iniciada na segunda-feira, 1º de março, mas ela foi antecipada para o sábado nos postos drive-thru e em algumas unidades básicas de saúde da cidade.

Questionado sobre a longa espera em alguns pontos de vacinação e se não seria necessário abrir mais pontos de vacinação, Doria disse que as filas ocorreram por tratar-se do primeiro dia. "É suficiente (os cinco postos), mas obviamente que todos querem ser vacinados no primeiro dia e na primeira hora", disse.

Ele pediu para que a população faça seu pré-cadastro no site vacinaja.sp.gov.br  para agilizar a imunização. "Isso vai ajudar a disciplinar o fluxo e diminuir as filas", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.