SP distribui 18 mil camisinhas no Dia Mundial de Luta contra a Aids

Programação nesta quarta inclui palestras, atividades culturais e a soltura de 2 mil balões

estadão.com.br

30 Novembro 2010 | 16h30

SÃO PAULO - A Secretaria de Estado da Saúde preparou uma série de ações especiais para celebrar o Dia Mundial de Luta contra Aids, nesta quarta-feira, 1º. A programação na capital envolve distribuição de 18 mil camisinhas, palestras, atividades culturais e a soltura de 2 mil balões em frente ao Hospital Estadual Emílio Ribas, às 12h.

A partir das 5h30 da manhã, no Terminal Parque Dom Pedro II, o Programa Estadual DST/Aids, em parceria com o Sindicato dos Motoristas de Transporte Coletivo de São Paulo, distribuirá 10 mil preservativos aos usuários de linhas de ônibus.

Às 15h30, os visitantes da Galeria do Rock poderão participar do evento "Todas as tribos unidos na luta contra a aids", que contará com apresentações de grafite e street dance, orientação sobre teste de sorologia e distribuição de 6 mil preservativos.

A data também marca o último dia da campanha estadual "Fique Sabendo", com testes gratuitos de HIV em 460 municípios paulistas. Entre as 13h e 17h, mais 2 mil preservativos serão distribuídos para quem for às unidades do Sesc Vila Mariana, Santana, Ipiranga, Pinheiros e Pompeia, onde também serão oferecidos exames para detecção do vírus da aids.

"O dia reforça a solidariedade, a tolerância e a compreensão para com os soropositivos", afirma a coordenadora do Programa Estadual DST/Aids, Maria Clara Gianna.

Nesta quarta, haverá ainda um ciclo de palestras no Instituto Emílio Ribas para discutir perspectivas atuais e futuras do tratamento contra HIV e aids. A iniciativa contará com apresentações artísticas, como da transexual Nany People, mostra de comerciais e a soltura de balões. O instituto, referência em infectologia na América Latina, fica na Avenida Dr. Arnaldo, 165, Cerqueira César.

"Essa é uma data emblemática para refletir sobre a importância de ações articuladas de saúde pública para combater a propagação do HIV no Brasil e no mundo", diz o diretor do Emílio Ribas, David Uip.

Programação estadual:

5h30 - Prevenção no terminal de ônibus Parque Dom Pedro II, com a distribuição 10 mil preservativos;

13h - Encerramento da campanha "Fique Sabendo" nas unidades do Sesc Vila Mariana, Santana, Ipiranga, Pinheiros e Pompeia, com a distribuição de 2 mil preservativos e realização de testes rápidos de HIV;

15h30 - "Todas as tribos unidas na luta contra a aids", com apresentações de grafite e street dance, orientação sobre sorologia e distribuição de 6 mil preservativos em frente à Galeria do Rock;

Instituto de Infectologia Emílio Ribas:

8h45: Palestra "HIV - Presente, Passado e Futuro", com o diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, David Uip;

9h30: Palestra "HIV - Situação atual e perspectivas futuras - Situação epidemiológica no Estado de São Paulo", com a coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids, Maria Clara Gianna;

10h30: "Retrovirologia humana - desde o princípio ao HIV e o HIV para o futuro", com o presidente da Sociedade Panamericana de Neurovirologia, Roberto Trujillo;

12h: Cerimônia de soltura de 2 mil balões;

15h30: Dossiê MTV, com a apresentação de 13 comerciais desenvolvidos sobre temas eleitos por adolescentes;

19h30: Noite Cultural - apresentações de Nany People, de "A Peça" e das atividades artísticas Vem Ver Dançar: "O Tango", Ouvir Ver Tocar: "A Música" e "Grupo Doce Encontro".

Mais conteúdo sobre:
aids HIV Dia Mundial de Luta contra Aids

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.