CLAYTON DE SOUZA/AE
CLAYTON DE SOUZA/AE

SP ganha centro oncológico privado

Hospital São José monta unidade de pesquisas para testar novos remédios contra o câncer

Mariana Lenharo, Jornal da Tarde

03 Maio 2011 | 08h59

A capital ganhou um novo Centro de Pesquisas em Oncologia. Essa é a proposta do Hospital São José, unidade premium do complexo hospitalar Beneficência Portuguesa, que com a iniciativa deve se tornar o primeiro hospital particular dedicado exclusivamente ao tratamento do câncer no Brasil.

 

O Centro de Pesquisas vai beneficiar, além de doentes do São José, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) atendidos pela Beneficência, possibilitando o acesso a medicamentos de ponta que ainda não estão disponíveis no País, por meio de testes clínicos.

 

A unidade será coordenada pelo médico Antônio Carlos Buzaid, que anteriormente esteve à frente do setor de oncologia do Hospital Sírio-Libanês, por 12 anos.

 

O Centro de Pesquisas já tem aprovados protocolos de pesquisas clínicas para testar três medicamentos ainda não aplicados no País. Buzaid explica que os remédios, além de levarem bastante tempo para obterem aprovação, normalmente chegam ao Brasil a um custo elevado e ainda demoram s ser incorporados nos tratamentos preconizados pelo SUS. Assim, participar dos ciclos de pesquisas é uma boa oportunidade para os pacientes oncológicos.

 

Segundo Buzaid, estar ligado ao complexo Beneficência Portuguesa, que atende cerca de 1,5 milhão de pacientes por ano - 60% deles via SUS - é uma grande vantagem em termos de pesquisa. Isso porque resultados precisos dependem de um grande número de participantes. A unidade negocia o estabelecimento de um convênio com uma instituição de pesquisa internacional. "Mas ainda estamos em fase de negociação", declara Buzaid.

 

O superintendente do Hospital São José, Julio Braga, afirma que um dos diferenciais do novo Centro de Oncologia é o atendimento personalizado e a valorização da chamada hotelaria hospitalar. As sessões de quimioterapia, por exemplo, não serão feitas em ambulatório, mas sim em quartos individuais de 45 m², com banheiro, varanda e acomodação para o acompanhante.

 

Os funcionários - de manobristas a enfermeiros - também passaram por treinamentos para aprenderem a lidar com as particularidades do paciente oncológico. O Hospital São José foi inaugurado em 2007 e atende pacientes particulares e pessoas com convênios médicos de alto padrão. Para 2014, existe um projeto de construir um novo prédio de sete andares para aumentar a atual capacidade do local, que é de 70 leitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.