José Patrício/AE
José Patrício/AE

SP investe R$ 250 milhões em leitos para dependentes químicos

Serão implantados 700 novos leitos de internação, para dependentes em álcool e drogas, nos próximos dois anos

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

14 de fevereiro de 2012 | 15h29

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo irá investir cerca R$ 250 milhões nos próximos dois anos para implantar 700 novos leitos de internação para dependentes em álcool e drogas no Estado. Atualmente, a Secretaria mantém 482 leitos, em clínicas próprias ou serviços contratados, para internação de dependentes químicos no Estado.

         

Serão implantados, ainda no primeiro semestre deste ano, 247 leitos, dos quais 40 na capital, 135 em Itapira e 72 no município de Botucatu. Os demais deverão ser abertos até o final de 2014.

Além dos novos leitos, o Centro de Referência em Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod), unidade da Secretaria no Bom Retiro, região central da capital paulista, passará a funcionar em período integral a partir de março, incluindo finais de semana e feriados, ampliando a assistência aos usuários, com nove leitos de observação para casos agudos. Cerca de 80 novos profissionais deverão ser contratados para a unidade.

O Cratod também terá uma central telefônica exclusiva para tirar dúvidas da população sobre drogas, alertar sobre riscos e orientar sobre serviços gratuitos de atendimento a dependentes na capital e em outras localidades do Estado. Não será necessária a identificação do usuário que ligar para o serviço.

        

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.