Reprodução
Reprodução

SP lança site para alertar sobre a exposição ao vírus HIV

Pessoa que tem relação sexual sem camisinha, por exemplo, é um dos públicos alvo da iniciativa

estadão.com.br

25 Julho 2011 | 14h45

SÃO PAULO - A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo lançou este mês um site específico relacionado à profilaxia pós-exposição (PEP) ao vírus HIV, como forma de prevenção da infecção pelo vírus utilizando-se os medicamentos que fazem parte do coquetel para tratamento da Aids.

Segundo a secretaria, este método é indicado para pessoas que possam ter entrado em contato com o vírus recentemente, por meio de relação sexual desprotegida, ou seja, sem camisinha.

O ideal é que a pessoa comece a tomar a medicação em até 2 horas após a exposição ao vírus, e no máximo em 72 horas. Os medicamentos precisam ser tomados por 28 dias, sem interrupção, para impedir a infecção pelo vírus HIV, sob orientação médica.

Essa forma de prevenção já é usada com sucesso em casos de violência sexual e de profissionais da área da saúde que se acidentam com agulhas e outros objetos cortantes contaminados.

O site contém endereços de mais de 300 serviços cadastrados onde o tratamento encontra-se disponível e também tem respostas para as dúvidas mais frequentes. Outra forma de tirar dúvidas sobre o vírus é por meio do Disque DST/Aids, que atende no número 0800 16 25 50.

Mais conteúdo sobre:
HIV Aids

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.