SP prorroga vacinação contra gripe até o dia 14 de junho

8,1 milhões de pessoas foram vacinadas em todo o Estado, segundo secretaria; meta para gestantes ainda não foi cumprida

O Estado de S. Paulo

03 de junho de 2013 | 14h36

SÃO PAULO - A Secretária de Estado da Saúde de São Paulo prorrogou mais uma vez a campanha de vacinação contra a gripe, que agora vai até o dia 14 de junho.

Segundo a secretaria, do início da campanha – em 15 de abril – até segunda-feira, 3, 8,1 milhões de pessoas foram vacinadas em todo o Estado, mas o número ainda está abaixo da expectativa da pasta, especialmente entre as gestantes. Nesse público, foram aplicadas 356,7 mil doses – ou 77,93% da meta.

Além de gestantes, a campanha abrange mulheres que deram à luz em até 45 dias, idosos com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos (que devem tomar duas doses), doentes crônicos, indígenas e profissionais da área da saúde.

O Estado de São Paulo lidera o número de mortes por gripe H1N1 em todo o País. Segundo o Ministério da Saúde, até 12 de maio 55 pessoas morreram em cidades do Estado (ante 74 no ano passado inteiro), o equivalente a 90% de todos os óbitos registrados no Brasil no período. Dos 388 casos confirmados, 328 foram em território paulista.

Após receber a vacina, o corpo ainda leva cerca de 15 dias para produzir a quantidade necessária de anticorpos e ficar imunizado, segundo infectologistas.

Poliomielite. De sábado até o dia 21, o governo federal promoverá a 34.ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite em todo o País.

Mais conteúdo sobre:
Gripevacinação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.