Divulgação/Governo do Estado de SP
Divulgação/Governo do Estado de SP

SP recebe na noite desta quarta-feira insumos para produção da Coronavac

Carga de 5,4 mil litros deve chegar a Viracopo às 23h30, o que possibilitará a fabricação de mais 8,6 milhões de doses do imunizante. Outro carregamento é esperado para o dia 10 de fevereiro

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2021 | 05h00

O governo de São Paulo espera a chegada de 5,4 mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) nesta quarta-feira às 23h30. O IFA servirá para produção pelo Instituto Butantan de mais 8,6 milhões de doses da vacina Coronavac contra a covid-19. A aeronave com o insumo deixou Pequim às 21h30 desta terça-feira, 2, com o carregamento fornecido pela biofarmacêutica chinesa Sinovac. 

A carga vai desembarcar no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. O diretor do Butantan, Dimas Covas, prevê que esse novo lote de vacinas comece a ser entregue ao Ministério da Saúde a partir do próximo dia 25. Outra carga com 5,6 mil litros é esperada pelo governo até o próximo dia 10, o que vai viabilizar a produção de mais 8,7 milhões de doses em São Paulo.

Em nota, o governo disse que a previsão do Butantan é que a produção local de vacinas contra a covid-19 alcance até 600 mil doses diárias com as duas novas remessas de matéria-prima. “O instituto ainda negocia o recebimento de mais 8 mil litros de IFA para cumprir o contrato com o Ministério da Saúde. São 46 milhões de doses previstas até o final de abril e um adicional de 54 milhões de vacinas com prazo a definir”, apontou a administração do Estado. 

A liberação de insumos pela China mobilizou a diplomacia brasileira no mês de janeiro. O envio programado para o Brasil sofreu atrasos, o que fez o governo paulista pedir a intervenção do Ministério das Relações Exteriores. A relação considerada turbulenta entre a gestão do presidente Jair Bolsonaro e a China ao longo dos dois primeiros anos de mandato foi apontado com um fator que teria inicialmente atrapalhado as tratativas, que acabaram resolvidas na semana passada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.