STJ autoriza aborto de feto de 7 meses

A dona de casa M.C.F., de 23 anos, foi submetida a uma cirurgia para interromper uma gravidez de sete meses autorizada pela Justiça. O feto era portador de hidranencefalia. Negada pelo TJ de São Paulo, a interrupção foi autorizada pelo ministro Edson Vidigal, do Supremo Tribunal de Justiça. O parto foi feito no Hospital das Clínicas da Unicamp no dia 28.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.