Suíça confirma caso e Alemanha tem mais três suspeitas

Governo suíço informa que há 24 suspeitas da doença; no caso alemão, há três confirmados

Efe,

30 Abril 2009 | 04h04

A gripe suína continua se espalhando pelos países europeus. Nesta quinta-feira, 30, a Suíça confirmou o primeiro caso humano da doença. A vítima é um homem que retornou recentemente de uma viagem ao México. Já na Alemanha, a ministra da Saúde, a social-democrata Ulla Schmidt, anunciou que foram registrados três novos casos de suspeita. A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu elevar o nível de alerta da gripe suína para fase 5, o que significa que uma epidemia em escala mundial - ou pandemia - é "iminente".

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

"Temos três novos casos suspeitos, aumentando o número atualmente para dez", assinalou a responsável da Saúde alemã em entrevista à emissora de TV pública ARD. Além disso, assinalou que continua sendo três o número de casos confirmado da doença.

 

Após ressaltar que a doença pode ser combatida sem problemas com medicamentos, a ministra alemã pediu novamente calma à população, e assegurou que os hospitais e médicos alemães estão preparados para qualquer eventualidade. A ministra comemorou a decisão da companhia aérea alemã Lufthansa de incluir um médico entre o pessoal de seus aviões que voam ao México.

 

Na Suíça, o paciente tinha voltado para casa após um primeiro exame realizado na quarta-feira ter apresentado resultado negativo, mas foi hospitalizado novamente depois de um segundo teste dar positivo.

 

Sua situação atual é estável, segundo o hospital que o atende, na localidade de Baden.

 

Todas as pessoas que estiveram em contato com o doente foram informadas sobre a confirmação da gripe suína e foram comunicadas para permanecer em suas casas.

 

O hospital colocou à disposição uma linha telefônica que atenderá todas as consultas relacionadas com a gripe suína.

 

O erro inicial, segundo o qual o paciente estava livre da infecção, aconteceu devido "a uma má interpretação do comentário que acompanhava o resultado de laboratório", disse o diretor do hospital.

 

Atualmente, estão sob observação na Suíça 24 pessoas com suspeita de estar infectadas. Todas elas estiveram no México recentemente.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.