Sul da Rússia decreta emergência por foco de antraz em 30 pessoas

Trabalhadores que tiveram contato com bois doentes estão em quarentena e 5 foram internados

Efe

27 Setembro 2010 | 17h20

MOSCOU - Autoridades decretaram estado de emergência em Uspenskaya, na região de Krasnodar, sul da Rússia, onde foi detectado um foco de antraz na semana passada, informou nesta segunda-feira, 27, a administração regional. "Na aldeia Uspenskaya, foi decretado estado de emergência de caráter local", disse a porta-voz Aliona Vnukova à agência oficial russa RIA Novosti.

A porta-voz ressaltou que, como resultado das medidas adotadas, "o foco foi localizado e foi possível impedir a propagação da doença". Aliona acrescentou que veterinários estão examinando o gado dos moradores depois que, na última sexta-feira, mais de 20 bois infectados por antraz tiveram de ser sacrificados em uma fazenda.

Cerca de 30 trabalhadores que estiveram em contato com os animais doentes foram postos em quarentena, e cinco deles foram hospitalizados. Fontes do departamento regional do Ministério de Emergência declararam nesta segunda que duas das pessoas internadas foram diagnosticadas com antraz, informação logo desmentida pelas autoridades médicas.

Segundo declarou à agência Interfax a porta-voz do departamento regional do Serviço Epidemiológico, Irina Voronkova, todas as análises de laboratório deram negativo e, portanto, não há doentes de antraz.

A doença, também denominada carbúnculo, ataca normalmente animais vertebrados selvagens e domésticos. No entanto, seres humanos podem ser contaminados por meio da manipulação de produtos procedentes de animais doentes ou da ingestão da carne mal cozida.

Uma variedade extremamente perigosa de antraz foi desenvolvida na Rússia e causou a morte de cem pessoas em 1979.

Mais conteúdo sobre:
antrazRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.