Surto de hepatite suspende aulas em cidade de Minas

Técnicos colhem hoje amostras da água de Mirabela, no interior de Minas Gerais. As aulas estão suspensas na cidade por causa de um surto de hepatite tipo A. Nos últimos dias, já foram notificados 34 casos, sendo que 10 estão confirmados. O município não tem saneamento, nem rede de tratamento de esgoto. Assim, os dejetos são jogados em fossas e muitas delas acabam transbordando. É comum ver crianças correndo descalças pelas ruas, o que aumenta a possibilidade de contaminação da doença virótica. Um dos bairros mais atingidos é Bela Vista, onde uma fossa bem perto de uma escola está destampada. O secretário de saúde da cidade, Ednardo Rodrigues, afirma que, no ano passado, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) começou as obras de uma estação de tratamento de esgoto. Contudo, a obra não foi para frente. Ele espera que, diante do surto doença, a construção seja retomada. A Copasa, por sua vez, informou que só vai continuar o projeto no segundo semestre deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.