Surto de poliomielite causa 58 mortes no Congo

As autoridades da capital Brazzaville já alertaram a população do surto e lançaram um plano de emergência

EFE, EFE

05 Novembro 2010 | 11h48

Um surto de poliomielite registrado no mês de outubro já contaminou 120 pessoas e causou 58 mortes na República do Congo.

 

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a maioria contaminada é adulta e o número de diagnósticos aumentou nos últimos 10 dias.

 

"A pólio é habitualmente mais fatal entre adultos, com uma taxa de 25% dos casos, enquanto nas crianças a taxa de mortalidade fica entre 5% e 10%", declarou a porta-voz da OMS, Fadela Chaib.

 

As autoridades da capital Brazzaville já alertaram a população do surto e lançaram um plano de emergência com o apoio da OMS e do Unicef, com campanhas de vacinação voltadas para toda a população do país.

 

"A cada dia registramos novos casos de pólio", alertou a agência, insistindo que os viajantes de países vizinhos, como Angola e República Democrática do Congo (RDC), também se vacinem.

Mais conteúdo sobre:
pólio congo poliomielite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.