Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

SUS institui política de prevenção e tratamento de diabete

Texto sancionado pelo vice-presidente Hamilton Mourão estabelece formação continuada de profissionais e cuidadores dos doentes

Ana Luiza de Carvalho, especial para o Estado

04 de novembro de 2019 | 08h00

SÃO PAULO - O Sistema Único de Saúde (SUS) adotará a Política Nacional de Prevenção do Diabete e de Assistência Integral à Pessoa Diabética. O texto foi sancionado pelo vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), presidente em exercício, na última quarta-feira, 30. A lei já está em vigor, mas precisa de regulamentação do Poder Executivo.

O texto estabelece tratamento dos problemas de saúde relacionados a diabete e ações de prevenção contra a doença, com campanhas de conscientização sobre a medição dos índices glicêmicos. Confira algumas das diretrizes:

  • Ênfase em ações preventivas por meio de equipes multidisciplinares
  • Formação permanente de profissionais de saúde, pacientes, familiares e cuidadores
  • Desenvolvimento de metodologia de análise e avaliação dos serviços de saúde 
  • Apoio científico às pesquisas contra a doença 

Uma pesquisa de 2017 realizada pelo Ibope Inteligência mostrou que, no Brasil, o maior medo dos diabéticos em relação à doença é amputar algum membro do corpo, indicado por 32% deles. 

Já o medo de doenças cardiovasculares como enfarte e acidente vascular cerebral (AVC) - que são a maior causa de morte de diabéticos segundo a Associação Americana de Diabetes e a Universidade de Chester, na Inglaterra - só atingiu 3% dos consultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.