SUS passa a oferecer vacina contra rotavírus

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece, a partir de hoje, a vacina contra o rotavírus, responsável por grande parte dos casos de óbitos provocados por doenças diarréicas agudas em crianças, em todo o mundo. Segundo o Ministério da Saúde, a expectativa é que, com a vacinação, sejam evitadas cerca de 850 mortes de crianças a cada ano, no Brasil, o que corresponde a 34% do total de óbitos que ocorrem em menores de cinco anos. Além disso, segundo nota do Ministério, a vacinação deverá reduzir em até 42% as internações por gastroenterite infecciosa, também na faixa etária de menores de cinco anos. O Ministério da Saúde esclarece que serão aplicadas duas doses da vacina, sendo uma aos dois meses, e outra aos quatro meses de idade, junto com as demais vacinas previstas no calendário básico de vacinação infantil. A vacina contra o rotavírus está à disposição da população nos postos de saúde. Para atender à demanda nacional, foram adquiridas, segundo o ministério, 8 milhões de doses da vacina, produzida pelo laboratório GlaxoSmithKline, ao custo unitário de U$ 7,00, ou cerca de R$ 15,00.

Agencia Estado,

06 de março de 2006 | 13h05

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.