SUS terá que bancar transplante de fígado nos EUA para criança

Ministério Público julgou que estrutura médica do País não é apta para esse procedimento de alto risco

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

12 de novembro de 2009 | 09h23

A União e o Estado do Ceará terão que financiar uma cirurgia de transplante de fígado nos Estados Unidos para uma criança portadora da doença conhecida como "xarope de bordo na urina". A determinação é do Tribunal Regional Federal da 5º Região, ao julgar ação pública do Ministério Público Federal (MPF).

 

A União, segundo a Procuradoria Regional da República da 5º Região, argumentou que a cirurgia poderia ser realizada no Brasil, porém esses transplantes de fígado em crianças pertencem a uma modalidade comum e o tratamento do caso requeria transplante de fígado com manejo metabólico.

 

Sem esse procedimento haveria risco de descompensação metabólica capaz de provocar danos neurológicos e até mesmo a morte do paciente, segundo a Procuradoria. A enfermidade se caracteriza pela deficiência na metabolização de alguns aminoácidos e pode causar danos ao sistema neurológico.

 

O MPF ressaltou ainda que a Justiça Federal havia determinado que o Sistema Único de Saúde (SUS) destacasse um médico brasileiro para acompanhar o transplante nos EUA. Dessa forma, esse profissional terá acesso ao procedimento cirúrgico e poderá repassar o conhecimento adquirido para outros médicos no Brasil, o que irá beneficiar inúmeros pacientes portadores da mesma doença.

Tudo o que sabemos sobre:
SUStransplantefigadoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.