Suspeitas de febre amarela chegam a GO e MS; casos agora afetam 78 cidades

72 casos da doença foram confirmados, deixando 40 mortes. Especialista chama atenção para a velocidade da expansão do surto

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2017 | 16h44

BRASÍLIA - O número de casos suspeitos de febre amarela cresceu 25% em dois dias. No momento, laboratórios públicos investigam amostras coletadas de 455 pacientes. Na segunda-feira, 23, eram 364. Além do aumento, as suspeitas se estendem pelo País. Um caso  foi registrado em Goiás e outro, no Mato Grosso do Sul. Com isso, sobe para seis o número de Estados que apresentam pacientes com sintomas da infecção.

Até o momento, foram confirmados 72 casos de febre amarela, incluindo 40 mortes. Tanto Goiás quanto Mato Grosso do Sul requisitaram doses extras da vacina. Foram enviadas 30 mil doses para Goiás e 25 mil, para o Mato Grosso do Sul.

O coordenador do departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Eduardo Hage, afirmou que o que mais chama a atenção do surto desse ano é a velocidade da expansão do número de casos. Não há ainda uma explicação definida para esse aumento tão expressivo. Os primeiros registros começaram a ser feitos em  Minas, no início do mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.