ESA/NASA/JPL-Caltech/Divulgação
ESA/NASA/JPL-Caltech/Divulgação

Telescópio da Nasa encontra moléculas de oxigênio no espaço

O oxigênio estava no complexo de formação de estrelas Órion, segundo trabalho publicado na revista 'Astrophysical Journal'

estadão.com.br

01 Agosto 2011 | 12h17

Pela primeira vez 230 anos desde a descoberta do elemento, moléculas de oxigênio foram encontradas no espaço pelo telescópio Herschel, da agência espacial norte-americana (Nasa). As moléculas estavam no complexo de formação de estrelas Órion. É o que descreve uma nota da agência e um trabalho publicado na revista Astrophysical Journal.

 

A nota de divulgação da Nasa explica que embora átomos individuais de oxigênio sejam comuns no espaço, particularmente ao redor de grandes estrelas, o oxigênio molecular, aquele que respiramos aqui na Terra, ainda não havia sido encontrado no espaço. O telescópio Odin encontrou a molécula em 2007, mas sua descoberta não pode ser confirmada.

 

Segundo os pesquisadores, o oxigênio encontrado no espaço está preso no gelo que cobre pequenos grãos de poeira. Eles acreditam que as moléculas detectadas pelo telescópio Herschel na nebulosa de Órion se formaram depois que as estrelas aqueceram esses grãos de poeira, liberando a água, que se transformou em moléculas de oxigênio.

 

Os cientistas continuam agora a busca por oxigênio em outras regiões de formação de estrelas, pois, segundo eles, ainda não é possível entender o que há de diferente nesses locais onde puderam encontrar a molécula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.