Temporão: governos locais é que decidem sobre as aulas

Ministro comentou que é consenso que o índice de mortalidade da gripe suína é semelhante ao da gripe comum

LEONARDO GOY, Agencia Estado

29 Julho 2009 | 19h15

Vírus H1N1 atinge gestantes com mais severidade, diz estudoO ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou hoje que a decisão sobre eventuais adiamentos da volta às aulas por conta da nova gripe (Influenza A) "cabe às autoridades sanitárias locais, dos Estados e municípios".    

 

linkUnifesp, FGV, Mackenzie, ESPM, Anhembi e Estácio UniRadial adiam volta às aulas

linkDepois de RJ e SP, RS adia aulas por causa da gripe suína

 

Após deixar reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na qual trataram sobre a política nacional para saúde ocular, Temporão comentou que já é consenso entre os especialistas que o índice de mortalidade da gripe suína é semelhante ao provocado pela gripe comum. "Em julho do ano passado, 4.500 pessoas morreram no Brasil em decorrência da gripe comum", disse o ministro.

Ele, entretanto, ressaltou que o governo está preocupado com a gripe suína por ser uma situação nova e disse esperar que, em cerca de dois meses, saia a vacina contra a doença. O ministro também fez algumas ponderações sobre o primeiro ano de vigência da Lei Seca e disse que, com a diminuição do número de acidentes, o Sistema Único de Saúde (SUS) já economizou no ano R$ 24 milhões.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil Temporão aulas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.