Jane Choi/Divulgação
Jane Choi/Divulgação

Testes de covid-19 nas farmácias: veja os tipos e preços disponíveis

Há diferentes opções que identificam a infecção ainda nos primeiros dias de sintomas ou informam se a pessoa já teve contato com o vírus

Mariana Hallal, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2021 | 13h28

Com o avanço da pandemia, novos testes para detectar o coronavírus no organismo foram desenvolvidos e estão cada vez mais acessíveis. Além dos laboratórios, farmácias também estão aptas a realizar alguns desses exames e oferecem preços mais acessíveis. 

Mellanie Fontes-Dutra, biomédica e neurocientista, alerta para a importância de fazer o teste no momento adequado. Os testes que identificam o vírus na fase ativa da infecção devem ser feitos nos primeiros dias de sintomas, enquanto aqueles que medem a quantidade de anticorpos no organismo devem ser realizados 14 dias após a infecção.

Saiba qual é o mais adequado para cada fase da infecção:

PCR-LAMP

É um tipo de teste PCR (reação em cadeia da polimerase) que usa amostras coletadas da saliva. Recomendado para quem apresenta sintomas iniciais de covid-19, detectando a infecção pelo coronavírus na fase ativa. Assintomáticos também podem ser testados. O resultado sai em 24 horas

Mellanie Fontes-Dutra, biomédica e neurocientista, explica que o PCR-LAMP informa se a pessoa está com material genético detectável do vírus. De acordo com David Schlesinger, CEO da Mendelics Análise Genômica, que fabrica o produto, o teste tem especificidade de 100% e sensibilidade de 80%.

O kit vem com um tubo, embalagens para enviar a amostra, instruções de uso e um código. O primeiro passo é lavar as mãos e fazer um bochecho com água. Depois de aguardar cinco minutos, é só abrir o tubo de coleta e cuspir ali dentro (cerca de 5 ml de saliva são suficientes). 

Em seguida, precisa fechar o tubo de coleta, colar a etiqueta com o código de barras, colocá-lo no saquinho e depois no envelope. O kit precisa ser ativado, com o código, no site, e a coleta domiciliar pode ser agendada no mesmo endereço.

A USP também oferece um teste com essa tecnologia. A coleta de saliva pode ser feita em  casa ou no prédio do Centro de Estudos Sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da universidade. Em ambos os casos, é necessário fazer um agendamento no site.  

O exame da Mendelics é vendido no site da empresa e nas farmácias Droga Raia, Drogasil, Pague Menos, Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco. Em São Paulo, o preço varia entre R$ 149,90* e R$ 169*. Ele está disponível nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Paraná.

O teste da USP custa R$ 99 quando a coleta de saliva é feita na universidade e R$ 150 para coleta domiciliar. Ele está disponível apenas para a cidade de São Paulo.

Antígeno

Mellanie explica que esse teste é feito através da coleta de secreção do nariz com um swab nasal (cotonete) e busca identificar moléculas pertencentes ao coronavírus. Ele também é indicado para quem está com suspeita de covid-19 e deve ser feito a partir do terceiro dia de sintomas, caso a pessoa apresente sinais da doença. O resultado sai em 15 minutos.

A maioria das farmácias pede que o cliente agende um horário pela internet para realizar o teste. A coleta é feita no estabelecimento pelo farmacêutico e é muito semelhante ao método usado no teste RT-PCR. Em São Paulo, o preço varia entre R$ 99* e R$ 120*.

Sorologia

Nesse tipo de teste, o objetivo é identificar se a pessoa tem anticorpos para o vírus, ou seja, se já foi infectada. “É um exame de monitoramento. Ele mostra se a pessoa teve uma infecção pelo vírus a partir da combinação de resultados de IgM e IgG”, diz Mellanie.

Os anticorpos IgM e IgG atuam contra infecções. O IgM é o primeiro a aparecer e sinaliza pro sistema imunológico que existe um agente invasor, explica a biomédica. "Já o IgG é produzido na sequência e é super específico para os antígenos do invasor." Quando o IgG permanece no corpo, ajuda a proteger contra infecções futuras. O IgM positivo informa que o paciente foi contaminado recentemente, podendo estar com o vírus no corpo ainda, enquanto o IgG positivo indica infecção mais antiga.

O teste de sorologia deve ser feito pelo menos 14 dias após a infecção por coronavírus ou até meses depois. O exame é feito pelo farmacêutico a partir de uma amostra de sangue coletada no dedo. O resultado sai em 15 minutos e o preço varia entre R$ 79,90* e R$ 110* em São Paulo.

Este teste apenas informa se a pessoa já entrou em contato com o vírus. Um resultado positivo não garante proteção contra novas infecções.

*Os preços foram pesquisados pela reportagem nas farmácias Drogaria São Paulo, Droga Raia, Drogasil e Pague Menos na cidade de São Paulo em 10 de março de 2021.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.