Testes finais confirmam eficácia de vacina contra o ebola

Os resultados dos estudos, publicados no periódico científico The Lancet, mostram que o imunizante atingiu 100% de efetividade

O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2016 | 13h25

SÃO PAULO – Estudos finais confirmaram a alta eficácia de uma vacina experimental contra o ebola, informou nesta quinta-feira, 22, a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os resultados dos testes, publicados no periódico científico The Lancet, mostram que o imunizante atingiu 100% de efetividade.

A vacina foi estudada em um grupo de 11.841 pessoas da Guiné, um dos países africanos atingidos pelo último surto da doença, iniciado em 2013. Metade dos participantes da pesquisa receberam o imunizante e a outra metade, não. No primeiro grupo, não houve nenhuma infecção pela doença a partir do décimo dia de imunização. No segundo, 23 pessoas foram infectadas no mesmo período avaliado. Todos os participantes haviam tido contato com algum paciente com ebola nas três semanas anteriores.

Os testes foram conduzidos pela OMS em parceria com diversas instituições internacionais. Com os resultados, o laboratório farmacêutico Merck dará início ao processo de obtenção de registro nos órgãos regulatórios americanos. A estimativa é que a vacina esteja disponível no mercado em 2018.

Como parte do acordo para a produção da vacina, o laboratório deverá disponibilizar de imediato um estoque de 300 mil doses da vacina para casos de emergência. No último surto, que atingiu Guiné, Serra Leoa, Libéria e Nigéria, cerca de 11 mil pessoas morreram. /COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.