TJ-RS volta a mandar Souza Cruz indenizar família de fumante

A justiça gaúcha impôs duas derrotas ao fabricante de cigarros neste mês, beneficiando duas famílias

14 de dezembro de 2007 | 12h49

Pela segunda vez neste mês, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) condenou a indústria de cigarros Souza Cruz a indenizar parentes de fumantes mortos por doença relacionadas ao hábito de fumar.    Conusltor Jurídico: Souza Cruz é condenada a indenizar família de fumante  Souza Cruz condenada a indenizar família de fumante no RS   A decisão mais recente, proferida no último dia 12, quarta-feira, ordena que a mulher e o filho do fumante recebam indenização por danos morais de 200 salários mínimos, vigentes na data da sentença. Aos valores serão acrescidos juros legais de 12% ao ano.   Na primeira sentença, emitida na sexta-feira, dia 7, o TJ-RS havia ordenado que a empresa indenizasse a mulher e os cinco filhos de  Vitorino Mattiazzi, cada um em R$ 70 mil, e dois netos, com a quantia de R$ 35 mil cada.   Em ambos os casos, os desembargadores entenderam que o fato de o cigarro ser um produto de venda legal no Brasil não isenta a empresa de responsabilidades pelas conseqüências de seu uso.   A companhia pretende recorrer em ambos os casos.

Tudo o que sabemos sobre:
´cigarroindenizaçãosouza cruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.