Divulgação
Divulgação

Tontura pode ser alerta para diabetes, hipertensão ou arteriosclerose

Sintoma típico de labirintite, a sensação de tontura deve ser bem investigada

estadão.com.br

02 Junho 2010 | 15h13

SÃO PAULO - Sintoma típico de labirintite, a sensação de tontura deve ser bem investigada, pois muitas vezes é um alerta para outras doenças, como diabetes, hipertensão arterial e arteriosclerose.

 

De acordo com Marco Aurélio Bottino, chefe da otoneurologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, ligado à Secretaria de Estado da Saúde, cerca de 450 pacientes são encaminhados, mensalmente, para a otoneurologia do HC, setor que trata a audição e o equilíbrio.

 

"São pessoas com sintomas de tontura. Entretanto, em mais de 50% dos casos a causa dos transtornos ocorre por disfunções metabólicas, como diabetes, e vasculares, como hipertensão", informa o especialista.

 

No HC, inicialmente é feita uma série de testes, que são chamados de otoneurológicos, para diagnosticar se o problema é no labirinto e o que o provoca. Além das causas mais frequentes, como alteração de açúcar no sangue e pressão arterial elevada, existem outros problemas que podem originar a tontura. Enxaquecas, tumores, labirintopatias (como excesso de líquido em uma parte do labirinto), má-formação do labirinto e até problemas psicológicos podem ser algumas das razões.

 

Apesar de ser comum em idosos, a tontura pode atingir todas as idades e os sintomas são variados. "Os sinais mais característicos são sensação de que a cabeça está rodando, zumbidos, náuseas, vômitos e queda da audição", diz o médico.

 

Bottino alerta que, se as pessoas estiverem com um desses sintomas, é necessário procurar um médico. Quando diagnosticada a labirintite, a terapêutica varia de acordo com a causa. "Remédios para melhorar problemas do labirinto e da circulação sanguínea, intervenções cirúrgicas no caso de tumores no órgão, e exercícios físicos são alguns dos tratamentos", explica.

 

O otoneurologista também ressalta que uma reeducação calórica na alimentação pode melhorar os sintomas e até prevenir futuros problemas no labirinto.

 

O médico lembra ainda que muitas pessoas se referem à labirintite como tontura. "O nome correto é labirintopatia, ou seja, são doenças típicas do labirinto e que nem sempre a tontura vai estar relacionada com esses problemas", completa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.