Total de casos de gripe suína sobe para 1.658 em 23 países

OMS contabiliza novos casos da doença e 30 mortes, mas governo do México afirma que tem 42 vítimas

Efe,

06 Maio 2009 | 12h45

Gripe suína causa segunda morte nos EUAOs casos de gripe suína subiram para 1.658 em 23 países, segundo dados da Organização Mundial da Saúde divulgados no começo da tarde desta quarta-feira, 6. A OMS continua contando 30 mortos - 29 no México e 1 nos Estados Unidos, afirmou Gregory Hartl, porta-voz da organização. Os novos números apontam 142 casos desde o último balanço, divulgados nesta manhã.

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde   

 

Oficialmente, o México notificou 946 contágios. Nesta quarta, Canadá, França, Espanha, Nova Zelândia, Suíça, Reino Unido e Guatemala informaram sobre novos casos, de acordo com a OMS, que não deu detalhes sobre a situação de cada país.

 

México

 

Apesar dos números divulgados da OMS, o ministro da Saúde mexicano, Jose Angel Córdova, disse que o número de mortos pela influenza A (H1N1) subiu para 42 no país. O vírus infectou pelo menos 1.112 pessoas no México, segundo o ministro.

 

No fim da terça-feira, o governo havia divulgado 913 casos e 29 mortes pela doença, até a semana passada chamada de gripe suína, quando foi rebatizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

As autoridades mexicanas afirmam que a doença está em declínio. O problema levou ao fechamento de escolas pelo país e a uma suspensão de cinco dias na atividade econômica considerada não essencial. Escritórios e restaurantes voltam a funcionar nesta quarta-feira.

 

Universidades e escolas de ensino médio devem voltar a funcionar na quinta-feira, e as escolas de ensino fundamental, na próxima segunda-feira. Córdova advertiu que ainda pode haver um pequeno aumento no número de casos. O ministro recomendou que a população mantenha os cuidados para evitar o contágio.

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.