Reprodução
Reprodução

Tráfego pesado de Roma está danificando o Coliseu

Monumento está inclinado 40 centímetros sobre seu lado sul, segundo disseram autoridades italianas

Efe,

30 Julho 2012 | 17h49

 O Coliseu de Roma está inclinado 40 centímetros sobre seu lado sul, segundo disseram autoridades italianas perante os iminentes trabalhos de restauração que visam melhorar as condições do Anfiteatro Flaviano, que é um dos monumentos mais visitados da Itália e do mundo.

A causa mais provável desta inclinação são as "vibrações" provocadas pelos veículos, pelo metrô e, inclusive, pelos helicópteros que passam diariamente junto ao célebre monumento construído no século I.

Embora o desnível entre os lados norte e sul do Coliseu seja conhecido há pelo menos um ano, os responsáveis pelo local disseram que não tinham conhecimento do problema porque ele "não é preocupante".

Segundo algumas fontes, há dois meses uma equipe de especialistas mede, com sensores, o comportamento da estrutura para confirmar as causas da inclinação e determinar uma possível intervenção, que seria independente das obras de restauração que devem começar em breve.

O ministro de Bens Culturais da Itália, Lorenzo Ornaghi, concederá uma entrevista coletiva na terça-feira, ao lado do empresário italiano Diego da Vale, responsável pelo financiamento da obra, para comentar o que será feito a respeito da inclinação do monumento.

O Coliseu não ficará fechado e poderá ser visitado durante os três anos previstos para a realização destas obras.

Mais conteúdo sobre:
tráfego Coliseu Roma

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.