Transtorno bipolar virou diagnóstico 'desejável' no Reino Unido

Para psiquiatras, pacientes buscam status social, já que condição é associada a pessoas criativas

BBC Brasil

16 Junho 2010 | 14h06

LONDRES - Uma dupla de psiquiatras britânicos alertou para um novo fenômeno: o fato de que muitas pessoas estão se autodiagnosticando com transtorno bipolar ou pedindo para que médicos façam esse diagnóstico.

 

Segundo os psiquiatras Diana Chan e Lester Sireling, do hospital St. Ann, em Londres, o fenômeno se deve ao aumento da conscientização pública em relação à condição e ao fato de que várias celebridades no país estão falando abertamente sobre serem bipolares. Isso, segundo eles, tem feito com que o transtorno seja mais aceitável e tenha menos estigma.

 

Os psiquiatras disseram ainda que os pacientes podem estar buscando um status social mais alto, já que a condição costuma ser associada a pessoas criativas, como o ator britânico Stephen Fry, que vem discutindo abertamente seu diagnóstico.

 

Desde que o ator veio a público para falar sobre sua condição, psiquiatras britânicos têm recebido mais pacientes que dizem ser bipolares, segundo Chan.

 

Desafios

 

"Uma pessoa que veio a nós tendo se diagnosticado como bipolar havia sido tratada antes com depressão", disse. "Ela também estava usando álcool e drogas ilícitas para controlar suas 'variações de humor' e havia relatado comportamento vergonhoso e instável", disse a psiquiatra. A paciente acabou sendo diagnosticada com o transtorno bipolar.

 

Segundo a psiquiatra, ser bipolar virou um diagnóstico visto como desejável, o que deve aumentar ainda mais o número de pessoas chegando ao consultório com esse autodiagnóstico.

 

Isso traz uma série de desafios aos médicos. "É importante que os psiquiatras façam esse diagnóstico quando válido", disse Chan. "Mas, por outro lado, é igualmente essencial ajudar as pessoas que desejam o diagnóstico a entender que ter ‘variações de humor’ e comportamentos caóticos ou instáveis não significa necessariamente que estejam sofrendo de transtorno bipolar", explica o médico.

 

O transtorno bipolar é uma condição mental que se manifesta com episódios de instabilidade de humor, alternando entre o "alto" (comportamento maníaco) e o "baixo" (depressão). A condição pode atrapalhar os relacionamentos, o trabalho e as interações sociais dos pacientes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.