Travestis recebem prêmio do ministro Alexandre Padilha por suas histórias

Concurso 'Vidas em Crônica' premia relatos literários de quem vive ou convive com HIV ou aids

estadão.com.br

28 Janeiro 2011 | 21h55

SÃO PAULO - Daniele, Patrícia, Raíssa têm histórias de vida em comum. Passaram por humilhação, sofrimento na família e na sociedade, situações de violência e exclusão. Nessa trajetória conturbada, algumas delas contraíram o HIV em relações sem preservativos. O concurso "Vidas em Crônica", para premiar relatos de travestis que vivem ou convivem com HIV ou aids, contados em forma de texto literário, foi lançado em dezembro de 2010 pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Agora, é a vez de os ganhadores receberem o prêmio.

Entre os critérios de seleção, foram avaliados a adequação ao tema, o respeito aos direitos humanos e a criatividade. As travestis que tiveram seus textos selecionados ganham um netbook nesta sexta-feira, 28. Com a iniciativa, a intenção é marcar a data de Visibilidade das Travestis, lembrada neste sábado, 29. A cerimônia de entrega conta com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e autoridades das Secretarias da Saúde do Estado e município de São Paulo. O evento ocorre na casa das Rosas, na capital paulista.

As histórias finalistas estão disponíveis no site www.aids.gov.br/vidas e serão adaptadas para publicação. O objetivo é dar visibilidade às dificuldades e superação dessas pessoas. O projeto também pretende conscientizar a sociedade pelo fim da transfobia, pela inclusão social e redução de situações de vulnerabilidade da categoria.

A escolha das travestis como público-alvo do concurso traz para a terceira edição do "Vidas em Crônica" uma nova perspectiva sobre o viver com aids atualmente. “Contribuirá para nós, gestores, pensarmos nas políticas públicas focadas na maneira como as pessoas estão vivendo”, afirma Eduardo Barbosa, diretor adjunto do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.