Fabrizio Bensch/ Reuters
Fabrizio Bensch/ Reuters

Três presos são internados após contrair coronavírus em presídio de Sorocaba

São os primeiros casos positivos da covid-19 entre detentos do sistema prisional paulista

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2020 | 19h11

SOROCABA - Três presos da Penitenciária II de Sorocaba, no interior de São Paulo, tiveram confirmada a infecção pelo novo coronavírus. Conforme informou nesta quinta-feira, 16, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), esses são os primeiros casos positivos da doença entre detentos do sistema prisional paulista.

Os três homens estão em tratamento sob internação na Santa Casa de Sorocaba, mas o estado de saúde não foi informado. Outros 48 detentos que tiveram contato com os doentes estão isolados no interior da unidade, no bairro de Aparecidinha. O presídio tem capacidade para 935 presos, mas está com 2.062.

Ainda não se sabe como os detentos pegaram o vírus. Conforme a SAP, estão sendo distribuídas máscaras de proteção a todos os presos da unidade. A reportagem apurou que as celas e instalações usadas pelos detentos que adquiriram o vírus estão sendo lavadas e desinfetadas. Como em outras unidades, as visitas estão suspensas. Na tentativa de controlar a disseminação, a SAP está mantendo em quarentena os novos presos nas unidades prisionais.

A covid-19 já causou a morte de um servidor da SAP e outro teve a doença confirmada. O agente penitenciário de 64 anos morreu em Dracena, interior de São Paulo, no último dia 3, após ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa local.

Conforme a SAP, outros 67 servidores foram afastados das suas atividades por suspeita da doença. Os agentes de segurança e servidores da saúde que têm contato com os detentos suspeitos estão usando máscaras e luvas descartáveis.  

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.