Tripulação da estação espacial retoma obras no espaço

Instalação de novo módulo foi adiada por conta de rasgo em tela de painel solar e recomeça agora

Associated Press,

09 de novembro de 2007 | 14h35

Dois astronautas saíram para o lado de fora da Estação Espacial Internacional (ISS) nesta sexta-feira, 9, retomando as obras no ponto em que foram deixadas pela tripulação do Ônibus espacial Discovery, que partiu há poucos dias.   A comandante Peggy Wilson e o cosmonauta russo Yuri Malenchenko saíram pela escotilha uma hora antes do previsto e deram início ao trabalho de preparar o novo módulo da ISS para sua realocação no ponto de encaixe definitivo.   A caminhada espacial deveria ter acontecido durante a estadia do Discovery, mas foi adiada depois que um painel solar rasgou-se e exigiu reparos imediatos.   Os dois tiveram de retirar cabos do local que onde o módulo Harmony será colocado na próxima semana, e desfazer uma série de conexões elétricas e de fluidos. Eles tiveram de fazer força para desatarraxar alguns parafusos.   "Você acha que colaram essas coisas?", perguntou a comandante. "parece que na próxima (caminhada espacial) vamos precisar de uma ferramenta hidráulica", observou o astronauta Daniel Tani, que coordenou a operação do interior da ISS.   O Harmony, uma câmara pressurizada do tamanho de um microônibus, foi entregue à estação pelo Discovery e instalado numa área provisória. Antes que a Nasa possa lançar o próximo ônibus espacial, o Harmony precisa ser transferido para seu destino permanente, trabalho que exigirá três caminhadas espaciais e o uso intenso do braço-robô da ISS.   O módulo servirá de conexão para dois laboratórios que ampliarão a ISS, um de fabricação japonesa e um europeu. O europeu deverá ser instalado no início de dezembro, durante uma missão do ônibus espacial Atlantis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.