Tripulantes do Discovery começam terceira caminhada espacial

Astronautas devem instalar painéis solares para a acoplagem de módulo Harmony, de fabricação italiana, à ISS

Efe,

30 de outubro de 2007 | 10h09

Os astronautas Scott Parazynski e Douglas Wheelock, tripulantes do ônibus espacial Discovery, iniciaram nesta terça-feira, 30, a terceira das cinco caminhadas espaciais previstas na atual missão da nave americana, acoplado desde quinta-feira passada à Estação Espacial Internacional (ISS).   Os dois astronautas foram ao espaço exterior e devem permanecer fora da plataforma orbital por sete horas, informou a agência oficial russa Itar-Tass.   Parazynski e Wheelock têm como tarefa fixar uma viga com painéis solares e conectar equipamentos elétricos que permitirão usar o braço robótico da plataforma para transferir o módulo Harmony, de fabricação italiana, incorporado à ISS nesta missão do Discovery.   A incorporação do Harmony, que tem 16 toneladas e o tamanho de um ônibus, permitirá acrescentar à ISS dois novos laboratórios, o japonês Kibo e o europeu Columbus, que chegarão à plataforma nos próximos meses.   Segundo a agência russa, Parazynski e Wheelock examinarão a junta rotatória de um dos painéis solares, onde no domingo passado, durante a segunda caminhada espacial, foram encontrados fragmentos de metal.   Por causa desses fragmentos, a Nasa estendeu por um dia a missão do Discovery, prevista inicialmente para duas semanas, e com isso a nave se desacoplará da plataforma espacial na próxima segunda-feira, para retornar à Terra na quarta-feira seguinte.   Os trabalhos na ISS na missão do Discovery são uma continuação da expansão da plataforma orbital, um projeto de US$ 100 bilhões e que tem a participação de 16 países e que manteve tripulações em órbita - em turnos de quatro a seis meses - de forma permanente.

Tudo o que sabemos sobre:
DiscoveryCaminhada espacialISS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.