Unicef faz campanha de vacinação para 53 milhões na África

Metade das 132 milhões de doses será destinada à Nigéria, onde foi registrado um surto da doença

EFE,

27 Fevereiro 2009 | 17h30

O Unicef iniciou nesta sexta-feira, 27, uma campanha de vacinação contra a poliomielite para imunizar os 53 milhões de crianças menores de 5 anos em oito países da África Ocidental, incluindo os lugares mais distantes e isolados dessa região.   Acompanhe a campanha pelo Google Maps  Erradicação da pólio recebe investimento de US$ 630 milhões   A porta-voz da organização, Miranda Eeles, disse que a vacinação "chegará a cada criança nas zonas rurais mais afastadas e nos núcleos urbanos mais povoados". Para isto, os trabalhadores da saúde irão de "porta em porta, assim como aos colégios e aos centros de saúde". Os oito países que se beneficiarão com esta campanha são Benin, Burkina Faso, Costa de Marfim, Gana, Mali, Níger, Togo e Nigéria. Miranda defendeu que "um elemento chave para deter a epidemia de pólio é lançar campanhas conjuntas, coordenadas e transfronteira". Metade das 132 milhões de doses será destinada à Nigéria, onde no ano passado foi registrado um surto da doença que se estendeu por outros seis países. "Nossa prioridade é vacinar a cada criança da Nigéria e das zonas de alto risco nos países que foram infectados, dos distritos onde foram registrados o contágio ou têm uma baixa taxa de vacinação e onde o controle de novos casos deixa a desejar", explicou a porta-voz da Unicef. A poliomielite é uma doença altamente contagiosa provocada por um vírus que afeta especialmente as crianças em seus primeiros anos de vida. Um em cada 200 contágios provoca paralisia irreversível nos membros inferiores. De 5% a 10% das pessoas infectadas pela doença morrem de parada respiratória, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Mais conteúdo sobre:
pólio unicef vacinação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.