Unifesp quer implantar hospital exclusivo para traumas graves

Proposta não tem prazo para ser implantada e seria executada em parceria pública no campus de SP

Agência Estado

16 Junho 2010 | 12h02

SÃO PAULO - A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) pretende implantar um hospital de referência que seja específico para atendimento de emergências de grandes proporções e ocorrências de catástrofes que tenham grande número de vítimas.

 

A proposta do novo hospital, já elaborada pela instituição, não tem prazo para ser implantada e seria executada em parceria com os governos federal, estadual e municipal, no campus Vila Clementino da instituição, na zona sul da capital paulista.

 

O projeto de verticalização do campus prevê a construção de cinco prédios, que deverão abrigar, além do hospital para catástrofes, unidades para pesquisas e um hospital pediátrico, assim como os serviços que hoje funcionam nos imóveis ocupados pela Unifesp em diferentes áreas do bairro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.