JF DIORIO /ESTADÃO
JF DIORIO /ESTADÃO

Universidades e hospitais vão usar nota do Cremesp em seleção

Faculdades de Medicina da USP, da Santa Casa e da Unifesp, além dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein adotarão o critério

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2015 | 21h57

Universidades e hospitais de São Paulo passarão a usar o resultado do exame do Conselho Regional de Medicina (Cremesp) como um dos critérios de seleção para vagas de emprego ou de residência médica.

Segundo o Cremesp, entre as instituições que adotarão o critério estão as Faculdades de Medicina da USP, da Santa Casa e da Unifesp e os Hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein.

O exame é obrigatório para os formandos em medicina de São Paulo, mas a reprovação na prova não impede a obtenção de registro profissional. No ano passado, 55% dos recém-formados foram reprovados. Para ser aprovado, o candidato deve acertar pelo menos 60% das 120 questões da prova.

O exame deste ano será realizado neste domingo, 18, em dez cidades do Estado. A estimativa do conselho é que cerca de 3,3 mil recém-formados realizem a prova.

Mais conteúdo sobre:
CremespSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.