Uso de laptop no colo pode prejudicar a qualidade do esperma, diz estudo

Universidade Estadual de Nova York mediu temperatura nos testículos de 29 jovens

REUTERS, REUTERS

08 Novembro 2010 | 15h11

Usar um computador laptop como o nome sugere - "lap" significa "colo" - pode não ser bom para a saúde reprodutiva masculina. E não há muita coisa que se possa fazer a respeito, exceto usar o computador numa mesa, disse Yelim Sheynkin, urologista da Universidade Estadual de Nova York e líder do estudo publicado no periódico Fertility and Sterility.

 

No estudo, termômetros foram usados para medir a temperatura nos testículos de 29 jovens  que equilibravam laptops nos joelhos. Mesmo com uma almofada por baixo do computador, os testículos superaqueceram rapidamente.

 

"Milhões e milhões de homens estão usando laptops agora, especialmente o que estão numa faixa de idade reprodutiva", disse Sheynkin. "Com dez ou 15 minutos, sua temperatura escrotal já está acima do que se considera seguro, mas eles não sentem".

 

De acordo com a Associação de urologia dos EUA, cerca 16% dos casais americanos têm dificuldades em conceber um filho. Cerca de metade dos casos é provocada pela infertilidade masculina.

 

Em condições normais, a posição natural dos testículos, fora do corpo, faz com que se mantenham alguns graus abaixo da temperatura do interior do corpo, o que é necessário para a produção de esperma.

 

Não existe nenhum estudo já publicado ligando diretamente laptops à infertilidade, diz Sheynkin, mas pesquisas anteriores mostram que elevar a temperatura dos testículos em mais de 1º C já danifica o esperma.

 

Manter o laptop equilibrado nos joelhos exige que as pernas fiquem juntas e imóveis. Após uma hora nessa posição, a temperatura dos testículos terão subido 2,5º C, diz o estudo.

 

Mesmo quando os homens mantinham as pernas abertas - com o uso de uma grande almofada para apoiar o computador - os testículos ficavam Amis frios, mas mesmo assim começavam a apresentar aquecimento excessivo após meia hora.

Mais conteúdo sobre:
urologia esperma fertilidade laptop

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.