George Frey/Reuters
George Frey/Reuters

Uso do kit covid pode estar ligado a hemorragias e insuficiência renal 

Casos relatados no HC da USP incluem também situações como cólicas e diarreia após tratamento com azitromicina 

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2021 | 05h00

Além dos casos de hepatite medicamentosa associada ao uso de drogas do kit covid, médicos relatam outros efeitos colaterais que vêm aparecendo em pacientes sem doenças crônicas, mas que haviam utilizado os medicamentos. Médico nefrologista do Hospital das Clínicas da USP, Valmir Crestani Filho relata ter atendido pacientes com hemorragia e insuficiência renal ligadas direta ou indiretamente ao uso de medicamentos ineficazes contra a covid. Em um dos casos, o doente recebeu azitromicina e teve cólicas, diarreia e fortes dores abdominais, efeitos conhecidos do antibiótico.

Ao procurar um serviço de saúde, o homem recebeu omeprazol para o alívio dos sintomas e acabou desenvolvendo um quadro raro de insuficiência renal associada ao medicamento. “O omeprazol é uma medicação boa, tem várias indicações, mas existe uma complicação rara que pode acontecer chamada nefrite intersticial aguda, que é como se fosse uma alergia nos rins”, conta.

O paciente precisou ser internado para fazer algumas sessões de diálise e se recuperou. “Mas foi uma grande dificuldade, não tinha leito. É difícil esse quadro em uma situação de colapso”, afirma.

O outro caso é de um paciente que recebeu prescrição de anticoagulantes como tratamento precoce para a covid e acabou tendo uma hemorragia gástrica. O homem também precisou ser hospitalizado, mas se recuperou. Ele tinha um quadro de úlcera não diagnosticado e a medicação acabou agravando o problema.

“A partir do momento que essas medicações passam a ser usadas por milhões de pessoas, esses efeitos, mesmo que raros, começam a aparecer com mais frequência. Quando a gente prescreve um medicamento é porque os benefícios são maiores que os riscos. Se esses remédios não têm nenhum benefício contra a covid-19, todo efeito colateral foi em vão”, afirma.

O médico Gerson Salvador também atendeu na última semana casos de efeitos colaterais de anticoagulantes. “Era uma paciente de 40 anos com covid confirmada usando dose alta do anticoagulante enoxaparina e outros medicamentos em casa. Veio com piora respiratória e com sangramento de origem pulmonar”, conta.

Ele também relata casos de pacientes que, por estarem tomando as drogas do kit covid e julgarem estar protegidos de um agravamento da doença, demoram muito a procurar um hospital e surgem em estado gravíssimo. “Em um dos últimos plantões, atendi um paciente que estava tomando cloroquina e usando oxigênio em casa. Ele chegou azul. Tive de intubar na hora”, diz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.