REUTERS/Christian Hartmann
REUTERS/Christian Hartmann

Vacina anticovid da Sanofi tem testes clínicos autorizados no Brasil pela Anvisa

Estudo clínico do imunizante deve reunir 150 voluntários e será conduzido em quatro Estados: Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro; data de início dos testes ainda não foi informada

Ítalo Lo Re, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2021 | 15h35

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, 6, a realização de testes clínicos no Brasil da vacina contra a covid-19 do laboratório francês Sanofi Pasteur. O imunizante usa uma tecnologia de RNA mensageiro (RNAm) encapsulado dentro de uma nanoarticulação lipídica (LNP), assim como ocorre com as vacinas da Pfizer e da Moderna. A data de início dos testes ainda não foi informada.

O estudo clínico será de fases 1 e 2 e deve reunir cerca de 150 voluntários com no mínimo 18 anos de idade. Os testes serão conduzidos em quatro Estados: Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.

Neste momento, o estudo prevê a aplicação de duas doses, com 21 dias de intervalo. O objetivo, segundo informações da Anvisa, é estudar três diferentes dosagens da vacina para definir a dose ideal antes de prosseguir para um estudo de fase 3. 

Além do Brasil, os testes de fases 1 e 2 também devem ser realizados em Estados Unidos, Honduras e Austrália.

A candidata à vacina será fabricada pelas empresas Translate Bio, sediada nos Estados Unidos, pela Evonik Canada Inc., do Canadá, e pela Sanofi Pasteur, empresa com sede na França e nos Estados Unidos que patrocina o desenvolvimento clínico do imunizante.

A autorização dos testes clínicos da vacina da Sanofi ocorre cerca de um mês depois de a Anvisa ter aprovado o início da pesquisa clínica da vacina Butanvac, com produção 100% brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.