Reprodução
Reprodução

Vacina contra meningite B está em falta em clínicas particulares

Cinco clínicas procuradas em São Paulo informaram que imunização deve ser retomada apenas em novembro

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

26 Agosto 2015 | 03h00

Lançada em maio, a vacina que protege contra a meningite B já está esgotada em clínicas particulares do País. A reportagem entrou em contato com cinco clínicas na capital e o cenário era o mesmo: a vacina estava em falta e a previsão é de que a imunização seja retomada somente em novembro.

Em junho, a engenheira de alimentos Laís Zechineli, de 28 anos, conseguiu vacinar a filha Júlia, de 1 ano e 4 meses, mas encontrou dificuldades para ter acesso à segunda dose. “Disseram que estava em falta no Brasil inteiro. No domingo passado, o avô da minha filha fez exames e perguntou se tinha. Informaram que, para quem tinha tomado a primeira dose, eles reservaram a segunda. Foi assim que ela tomou.”

A doença tem índice de letalidade de cerca de 30% e pode causar graves sequelas, como surdez e amputação de membros. “Com os casos no Sul (do País), imagino que deve ter acabado, mas os pais devem ficar tranquilos, pois não há registro de surtos”, diz Flávia Bravo, presidente da Regional Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira de Imunizações.

O laboratório GSK, responsável pela vacina, informou que a alta demanda causou o desabastecimento. A empresa afirmou ainda que já deu orientações às clínicas para que gerenciem estoques.

Mais conteúdo sobre:
Vacina meningite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.