Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Vacina de uma dose da Johnson é eficaz contra variante sul-africana do coronavírus, diz FDA

No geral, a vacina foi 85% eficaz para impedir casos graves da doença

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2021 | 12h00

A vacina contra covid-19 de uma dose da Johnson & Johnson pareceu eficaz e segura em testes, disseram funcionários da Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) em documentos publicados nesta quarta-feira, abrindo caminho para sua aprovação para uso emergencial.

Sua eficácia variou de 72% nos EUA a 66% na América Latina e 57% na África do Sul, onde uma variante nova se dissemina, mas no geral a vacina foi 85% eficaz para impedir casos graves da doença.

A comissão de especialistas independentes da FDA se reúne na sexta-feira para decidir se aprova a vacina. Embora não tenha obrigação de seguir o conselho de seus especialistas, a FDA o fez ao autorizar as vacinas da Pfizer e da Moderna.

A vacina da J&J foi 66% eficaz na prevenção da covid-19 de diversas variantes em um teste global com quase 44 mil pessoas, informou a empresa no mês passado./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.