Celio Messias/Estadão
Celio Messias/Estadão

Vacinação com duas doses contra a covid-19 chega a 149,6 milhões de brasileiros

Dados de vacinação no Brasil tiveram correção nesta terça-feira, 1º, causando uma pequena queda no índice de vacinação. Cerca de 82,1 mil pessoas tomaram a segunda dose da vacina nas últimas 24 horas

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2022 | 20h52

O número de vacinados contra a covid-19 no Brasil, com as duas doses ou a dose única, chegou a 149.628.004, o equivalente a 69,65% da população do País. Nas últimas 24 horas, 82.111 pessoas receberam a segunda dose e outras 926.134 receberam a dose de reforço.

Os registros desta terça-feira tiveram uma correção com relação ao último apresentado, nesta segunda-feira, 31. Houve uma correção por parte do Estado nos dados epidemiológicos do Rio de Janeiro com relação a aplicação das doses únicas, o que causou uma queda no registro de vacinados nas últimas 24 horas.

Além disso, houve uma correção no número de doses aplicadas em crianças na Bahia. Os dados do Consórcio de Veículos de Imprensa estavam superestimados em 1.415.984 doses e foram corrigidos nesta terça-feira, causando uma queda de 5,46% na estatística de vacinação de crianças de 5 a 11 anos.

Segundo os dados apresentados nesta terça-feira, 1.932.722 crianças já tomaram a primeira dose. Isso representa 9,43% dessa população.

Somando todas as vacinas aplicadas e considerando as correções de doses únicas, o Brasil administrou pouco mais de 889 mil doses nas últimas 24 horas.

Entre os Estados, Acre, Amapá, Paraíba, Roraima e Tocantins não atualizaram os dados de vacinação nesta terça-feira. Eles atribuem o problema a uma instabilidade no site do Ministério da Saúde. O Espírito Santo atualizou parcialmente, mas teve problema com a atualização das doses de reforço. A secretaria apura a causa.

Em termos proporcionais, Piauí é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 84,27% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada em Roraima, onde 56,53% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (39,9 milhões), seguido por Minas Gerais (16,7 milhões) e Rio de Janeiro (13,2 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.