Ministério da Saúde/Twitter
Ministério da Saúde/Twitter

Vacinação contra a gripe começa na segunda com meta de imunizar 54 mi

O dia D será realizado em dia 12 de maio, quando 65 mil postos de vacinação estarão abertos, dos quais 28 mil serão volantes

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

20 Abril 2018 | 10h51

SÃO PAULO - A partir desta segunda-feira, 23, postos de saúde de todo o País vão dar início à vacinação contra o vírus da gripe para pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e menos de 5 anos, pacientes com doenças crônicas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). A campanha vai durar até o dia 1º de junho e tem como meta imunizar 54,4 milhões de pessoas.

O mutirão também terá como foco professores das redes pública e privada, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, profissionais do sistema prisional e pessoas privadas da liberdade. Neste ano, a vacina protege contra o H1N1, influenza B e o H3N2, este último causou aumento significativo de casos e mortes relacionadas à doença no Hemisfério Norte.

+++ Tripulação de voos tem mais chance de transmitir gripe do que passageiros, aponta estudo

A recomendação do Ministério da Saúde é de que as pessoas procurem os postos dentro do prazo, não só para evitar a doença, mas porque a campanha não será prorrogada. É necessário um prazo de 15 dias para garantir a proteção contra o vírus. 

+++ País enfrenta epidemia de notícias falsas sobre febre amarela

Reações adversas são consideradas raras, mas podem ocorrer casos de vermelhidão e endurecimento do local onde a injeção foi aplicada. A vacina não deve ser tomada por pessoas com alergia grave relacionada a ovo de galinha.

O dia D será realizado em dia 12 de maio, quando 65 mil postos de vacinação estarão abertos, dos quais 28 mil serão volantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.