Vacinação contra gripe ainda não alcançou meta do governo

Balanço do Ministério da Saúde mostra que imunização atingiu 76,33% da população alvo; campanha foi prorrogada até quarta, 6, em alguns estados e municípios

Agência Brasil,

05 de junho de 2012 | 16h18

 Apenas 13 estados e o Distrito Federal conseguiram alcançar a meta da campanha nacional de vacinação contra a gripe, que terminou oficialmente na última sexta-feira (1º). A vacinação foi prorrogada em alguns estados e municípios até quarta-feira, 6. O registro dos dados será feito até o dia 13 de junho.

Balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde mostra que 76,33% da população alvo foram imunizados este ano, o que corresponde a 23 milhões de pessoas. A vacina deveria atingir 80% dos idosos, gestantes, crianças entre 6 meses e 2 anos incompletos, profissionais de saúde e indígenas, o que soma 30,1 milhões de pessoas.

De acordo com o ministério, as gestantes podem tomar a dose até o final de agosto. A adesão desse grupo, o mais afetado pela pandemia de 2009, foi de 68,24%. Entre os trabalhadores da área de saúde, a adesão chegou a 92,44%. Também parte da população alvo, 83,24% das crianças e 74,54% dos idosos foram vacinados. Entre os indígenas, a vacinação alcançou 69,11% da população.

Os estados que já alcançaram a meta foram Santa Catarina, Acre, Amapá, Goiás, Distrito Federal, Maranhão, Alagoas, Rondônia, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Piauí, Tocantins e Rio Grande do Norte. Santa Catarina foi a unidade da Federação que atingiu o maior percentual de imunização da população prioritária, com 92,27%. Roraima está com a cobertura mais baixa, com 59,6%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.