Divulgação
Divulgação

Vacinação contra pólio alcança 9,5 milhões de crianças no País

Sudeste e Nordeste tiveram maior número de crianças vacinadas, com 3,37 e 3,38 milhões respectivamente

Alexandre Inácio, de O Estado de S. Paulo,

19 Setembro 2009 | 19h45

Dados parciais do Ministério da Saúde indicam que mais de 9,5 milhões de crianças menores de cinco anos foram vacinadas neste sábado contra a poliomielite em todo o Brasil. Isso equivale a 61,5% do total da população dessa faixa etária. O objetivo do governo era vacinar 14,7 milhões de crianças, o que corresponderia a 95% da população infantil até cinco anos. Apesar de longe da meta, o Ministério informa que os dados são parciais - foram contabilizados números consolidados até as 17h55 de hoje - e que as secretarias estaduais de saúde continuarão fazendo atualizações ao longo das próximas semanas. Em junho, o governo realizou a primeira etapa da vacinação, alcançando 95,7% das crianças até cinco anos.

 

As regiões Sudeste e Nordeste foram as que apresentaram o maior número de crianças vacinadas, com 3,37 milhões e 3,38 milhões, respectivamente. Os três Estados do Sul do País vacinaram 1,29 milhão de crianças, seguidos pela região Norte, com 848,4 mil vacinados e o Centro-Oeste, com 629,1 mil.

 

Para realizar as duas campanhas o governo investiu R$ 47,6 milhões, sendo que R$ 21,8 milhões foram utilizados para aquisição das vacinas. Outros R$ 13,9 milhões foram repassados às secretarias estaduais e municipais de saúde e os R$ 12 milhões restantes para campanhas publicitárias. Apenas para a campanha de hoje foram montados 115 mil postos de vacinação em todo País neste sábado, mobilizando 350 mil profissionais.

 

O Brasil erradicou a poliomielite desde 1989. Esse resultado deve-se, principalmente, às campanhas de vacinação realizadas desde o início da década de 1980. A imunização é a única forma de prevenir a doença e manter o País livre da circulação do vírus. A vacina contra a poliomielite é oferecida pelo Sistema Único de Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. Além da distribuição nas duas etapas da campanha, a vacina fica disponível nos postos de saúde durante todo o ano.

Mais conteúdo sobre:
poliomielite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.