Victor/ Creative Commons
Victor/ Creative Commons

Veja as principais complicações da diabete

No dia mundial da doença, veja riscos e mitos sobre o problema

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

14 Novembro 2015 | 08h00

SÃO PAULO - Doença silenciosa e perigosa, a diabete atinge 13 milhões de pessoas no Brasil e pode causar problemas com diferentes níveis de gravidade, desde rachaduras na pele até a morte. O problema é caracterizado por uma dificuldade do corpo em produzir insulina, hormônio que regula os níveis de açúcar no sangue.

Embora possa levar a consequências graves, a diabete, muitas vezes, é assintomática, o que aumenta o risco de a pessoa só saber que tem a doença quando desenvolver alguma complicação. Alguns sinais, no entanto, podem dar o alerta, como sede e fome excessivas, perda de peso rápida, vontade frequente de urinar, cansaço, entre outros.

Tanto para quem já tem diabete quanto para quem quer diminuir o risco de desenvolvê-la, é essencial a adoção de uma rotina com exercícios físicos e dieta com baixa ingestão de carboidratos.

Neste sábado, 14, é celebrado o Dia Mundial do Diabetes. Veja abaixo as principais complicações da doença, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes e a endocrinologista Ana Priscila Soggia, do Hospital Sírio-Libanês:


Mais conteúdo sobre:
diabete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.