Veja imagens inéditas no Brasil do exato momento em que uma célula é infectada pelo coronavírus

Registro de pesquisadores é feito por microscopia eletrônica no Instituto Oswaldo Cruz

Roberta Jansen - O Estado de S.Paulo

Ver mais

RIO - Imagens de microscopia eletrônica inéditas no Brasil mostram o exato momento em que uma célula é infectada pelo novo coronavirus. O registro foi feito pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). As amostras foram coletadas de nariz e garganta de paciente infectado.

Em outro registro, é possível identificar diversas partículas do novo coronavírus tentando infectar o citoplasma da célula, onde pode ser visualizado o núcleo, onde fica o material genético. Em uma terceira imagem, partículas virais podem ser observadas dentro do interior da célula.

Continua após a publicidade

Imagem ampliada exibe partículas virais (pontos escuros) aderidas à membrana da célula Foto: IOC/Fiocruz

O registro foi obtido durante estudo que investiga a replicação viral do SARS-CoV-2, conduzido pelos pesquisadores Débora Barreto e Marcos Alexandre Silva, do Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral, e Fernando Mota, Cristiana Garcia, Milene Miranda e Aline Matos, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Veja imagens inéditas no Brasil do exato momento em que uma célula é infectada pelo coronavírus

Registro de pesquisadores é feito por microscopia eletrônica no Instituto Oswaldo Cruz

Roberta Jansen - O Estado de S.Paulo

Ver mais

RIO - Imagens de microscopia eletrônica inéditas no Brasil mostram o exato momento em que uma célula é infectada pelo novo coronavirus. O registro foi feito pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). As amostras foram coletadas de nariz e garganta de paciente infectado.

Em outro registro, é possível identificar diversas partículas do novo coronavírus tentando infectar o citoplasma da célula, onde pode ser visualizado o núcleo, onde fica o material genético. Em uma terceira imagem, partículas virais podem ser observadas dentro do interior da célula.

Continua após a publicidade

Imagem ampliada exibe partículas virais (pontos escuros) aderidas à membrana da célula Foto: IOC/Fiocruz

O registro foi obtido durante estudo que investiga a replicação viral do SARS-CoV-2, conduzido pelos pesquisadores Débora Barreto e Marcos Alexandre Silva, do Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral, e Fernando Mota, Cristiana Garcia, Milene Miranda e Aline Matos, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.