Vigilância em aeroportos deu certo e deve continuar, diz Lula

Brasil tem quatro casos confirmados de gripe suína e mais 15 testes devem ser divulgados nesta sexta-feira

Gerusa Marques, Agência Estado

08 Maio 2009 | 09h37

OMS confirma 2.371 casos; previsão é que total atinja 2 bi

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira, 7, que o governo vai continuar com a vigilância nos aeroportos internacionais, para evitar a propagação do vírus Influenza A H1N1 (gripe suína) no Brasil. Segundo Lula, este procedimento deu certo e deve continuar. O País tem quatro casos da doença e o resultado mais 15 testes com pacientes suspeitos devem sair hoje.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

"Vamos continuar com a vigilância que deu certo", disse o presidente, em entrevista coletiva na base Aérea de Brasília, antes de embarcar para Mato Grosso do Sul, com o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, onde fará viagem inaugural do trem do Pantanal.

Lula conversou ontem e hoje pela manhã com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Lula disse que Temporão lhe garantiu que não houve circulação do vírus, o que mostrou que a atuação do Ministério da Saúde tem tido bom êxito.

O ministério da Saúde confirmou na quinta-feira quatro casos da doença no País. Dois são em São Paulo, um em Belo Horizonte e outro no Rio de Janeiro. Três desses pacientes já foram liberados e apenas um, do Rio de Janeiro, ainda está internado.

Mais conteúdo sobre:
Lula gripe suína Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.