Vigilância Sanitária investiga possíveis mortes por febre maculosa

A Vigilância Epidemiológica investiga a morte de cinco homens por febre maculosa ocorridas na região de Paraguaçu Paulista, no oeste do Estado. As vítimas - duas de Paraguaçu, uma de Assis e duas de Maracaí - podem ter contraído a doença quando pescavam no Rio Capivara, no bairro rural de Roseta, em Paraguaçu. As mortes ocorreram entre outubro de 2005 e a semana passada. Hoje, a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) iniciou o trabalho de captura de carrapatos, transmissores da doença causada pelo microorganismo Rickettsia rickettsii. A Vigilância está pedindo aos moradores para não freqüentarem as margens do rio, que poderá ser interditado se houver a confirmação da existência de carrapatos contaminados. O resultado de exames de sangue das vitimas deve sair em 15 dias.

Agencia Estado,

19 de janeiro de 2006 | 09h23

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.