Vírus da gripe aviária faz mais uma vítima na China

Homem de 39 anos estava internado desde o dia 6 e não resistiu; desde 2003, 23 pessoas morreram no país por causa do vírus H5N1

Efe,

23 de janeiro de 2012 | 18h30

Um homem de 39 anos, que foi internado no dia 6 de janeiro em um hospital de Guiyang, capital da província de Guizhou, se tornou a segunda vítima fatal do vírus H5N1 da gripe aviária na China após a primeira, também outro homem no mês passado, informou nesta segunda, 23, o departamento provincial de Saúde.

 

O homem que morreu no dia 31 dezembro, motorista de ônibus da província de Cantão, foi a primeira vítima da gripe aviária na China em 18 meses.

 

Segundo as autoridades de Guizhou, das 71 pessoas localizadas que tiveram estreito contato com o homem falecido neste último domingo, nenhuma desenvolveu por enquanto os sintomas da doença.

Desde 2003, morreram na China por causa do vírus H5N1 um total de 23 pessoas após contrair a gripe aviária.

 

As autoridades de Hong Kong e China continental coordenam medidas desde que em meados de dezembro foi descoberto o vírus em frangos chineses, o que levou a sacrificar milhares de aves para evitar a expansão do vírus.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) nunca provou a transmissão entre humanos do vírus H5N1 da gripe aviária desde que se detectou em 2003 e a maioria dos infectados o foram por contato direto com aves infectadas.

 

Mas, segundo as autoridades das províncias onde viviam os dois recentes chineses que morreram, nenhum deles manteve contato direto com aves infectadas.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Gripe aviáriavítimaChinaSaúdeVida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.