Vírus do Nilo Ocidental faz a terceira vítima na Romênia

País já registrou 34 casos de infecção por mosquito; aquecimento global pode ser responsável

Efe

13 Setembro 2010 | 15h26

BUCARESTE - Um homem de 64 anos, atingido por várias doenças, morreu por causa do vírus do Nilo Ocidental na Romênia, segundo anunciou nesta segunda-feira, 13, o Ministério da Saúde do país.

Trata-se da terceira vítima fatal por esse tipo de vírus no território balcânico, que registrou até o momento 34 casos de infecção. A última pessoa morta também sofria de diabete e hipertensão.

O vírus do Nilo Ocidental é transmitido por mosquitos e não de pessoa para pessoa. Sua pior consequência é a meningite, e até o momento não se conhece outro tratamento que não seja aliviar os sintomas.

O aumento desse vírus tropical na Europa pode ser consequência do aquecimento global e da influência sobre os mosquitos que o transmitem, já que em temperaturas mais altas são capazes de sobreviver por mais tempo, de acordo com cientistas.

Mais conteúdo sobre:
Vírus do Nilo Ocidental Romênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.